2 respostas em “Artigo na Revista “Viver Bem” de Natal.

  1. O Artigo da Mestra Graziele Andrade é, indubitavelmente, conformista, porquanto desvincula a felicidade de uma relação existencial, material, social. É notório que ser feliz não é sinônimo de riqueza, status ou posição social. Entretanto, se as circunstâncias objetivas não tiverem quaisquer influências no comportamento humano, tornar-los-ia seres de outra dimensão, não humanos. Nietzche ressaltava os “privilégios” dos coxos, cegos , pobres, etc., pois estes herdariam o Reino de Deus. Assim, garantir-lhes-ia os usufrutos do “porvir”, fazendo-os esquecer as mazelas desta vida.
    Faltou mais realismo à Mestra, metafisicamente aderente do Platonismo, esqueceu que a realidade objetiva tem sim influência importante (não total) na felicidade do homem, porquanto “AINDA” não somos robôs.

  2. Não creio que o texto ignore a influência do mundo sensório em todos nós. O que Platão quer dizer é que existe um ideal, que pode ser alcançado através do alcance do instinto da alma que reside em todos nós. Evidentemente ninguém é sábio (até Platão tinha os seus defeitos), mas o ideal existe, e quanto mais próximos estamos dele, mais felizes estamos 😉

    Parabéns à Graziele Andrade pelo texto.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s